Ninguém viaja sozinho

Vista interna do Coliseu em Roma

Percebi, nesses dias de descoberta e férias, que ninguém viaja sozinho.

Para todos aqueles que pediram: “Me leva na mala!” e para todos aqueles que nem mais fazem parte da minha vida, saibam: levei-os na alma (só uma questão de inverter letras!). E sem nenhum esforço.

As cenas do cotidiano eram revelações e lembranças: ver alguém em um café às 16h; uma bicicleta passando; um raio de sol em um vitral de 13m de diâmetro; subir uma escadaria com cerca de 289 degraus; ver um pôr-do-sol a 115m de altura; andar de metrô; tomar vinho italiano; ver um espetáculo num cabaré do século XIX; andar de barco pelo rio; andar ao lado do rio e atravessar uma ponte do século VI; ver a Vênus de Milo, a Monalisa e Eros e Psiquê; dobrar o pescoço até não poder mais para apreciar abóbadas com 35m altura, numa construção do século XI; ver as dezenas de arcos que circundam o Coliseu e entrar lá; conversar em 3 línguas diferentes com a garçonete só para pedir um prato; observar as roupas e sapatos dos habitantes locais; perceber que o Smart fica lindo em Roma; fazer compras em época de soldes; escolher alguns souvenirs (só alguns mesmo!); andar por ruas estreitas de pedra que terminam em gigantescas fontes iluminadas; ver a neve dos Alpes; sentir que as montanhas são imensas e poderosas; pegar e pisar na neve; ver adultos de patinete e idosos de patins; ver cidades em que as pessoas amam andar de bicicleta; ver o quarto de Maria Antonieta e a coroa de Napoleão; ver Monet; apreciar artistas de rua: malabares com fogo, violino, acordeão, música árabe, pintores e caricaturistas; identificar brasileiros consumistas e sem educação; ver brasileiros esforçando-se em parecer de lá sem nem falar a língua; receber ajuda quando se está comendo o mapa com os olhos; patinar no gelo a 57m de altura e ainda ver toda a cidade iluminada; sentir a fé e a religiosidade das pessoas; colorir os olhos com Van Gogh; sentir uma comoção de acelerar o coração ao adentrar a Cidade Eterna ao amanhecer; rir com os micos; fazer e pedir pelos seus afetos em Notre Dame; jogar uma moeda na Fontana di Trevi ou pisar no Marco Zero só para voltar àqueles lugares; passar por vários Arcos do Triunfo como alguém que também triunfou só por estar lá; descobrir um novo sabor e uma nova palavra; ser chamada de mademoiselle e ser tratada com educação; sentir-se cidadã do mundo; sentir que o italiano e o francês são músicas aos meus ouvidos; encantar-se com as crianças conversando com os pais; ver pessoas sempre lendo (que delícia espiar capas de livros! Melhor aproveitar, enquanto o mundo não for tomado pelos IPAD´S – Argh!) e frequentando os mesmos lugares que os turistas vão; ver RENOIR; sentir e saber o sabor da realidade de um sonho; perceber que meu esforço e minhas pernas ultrapassaram o destino que me haviam dado e chegaram ao sonho que jamais abandonei…

Em cada um desses momentos epifânicos, um rosto de desenhava à minha frente, o som de um risada, o jeito encabulado, o olhar luminoso de alguém (que fez ou faz parte da minha vida) e tudo isso estava comigo. É como se todos olhassem pelos meus olhos nas grandes panorâmicas.

Pôr-do-sol em Paris, com vista da Torre Eiffel (115m de altura)

Estavam todos comigo, porque eu sou a partir do outro. Aquilo que sou se deve à participação/contribuição de quem passa pela minha vida… e estaciona um pouco para saber quem sou.

Pode ser que algumas pessoas troquem de estrada, mudem-se ou apaguem qualquer vestígio dessa cumplicidade, porém deixaram algo comigo: a lembrança de um momento vivido.

Viajamos com os outros, mas não na mala, e sim na alma.

 

 

 

Alpes Italianos, vista da região do Piemonte
Anúncios

6 comentários

    • Querido, que bom que você apareceu aqui… Já era tempo! Está demorando pra vc tomar gosto. Vale muito a pena, pois a gente se sente vivo!
      Beijo grande e não me abandone!

  1. Meu Deus.. É impressionante como tuas palavras penetraram fortemente em minh’alma! A maneira como você descreve o que viu é fantástica.. Ao observar as fotos e as descrições a sensação é ainda mais forte! Me senti lá, junto de ti, enxergando cada centímetro de tão belos lugares e tendo as mesmas emoções…

    Espero que tenha aproveitado cada segundo que esteve lá (isso se seu coração e pensamento não tiverem ficado… rs).

    Beijo!

    • Você está na alma, viu? Por isso se sentiu lá! É uma experiência, que pelo que te conheço, você vai amar. É como se abrissem uma panorâmica para nossa visão. Nem deu tempo de organizar as fotos ainda, peguei as primeiras que salvei!
      Beijo muito grande!

  2. 😀 Uauull!!! Que magnífico Flor a descrição dessa sua sensação, desse seu prazer de ter passado por lugares aconchegantes e que lhe trouxeram creio uma liberdade em saber que você pode ultrapassar alguns certos limites!
    Me maravilhei com cada coisinha que você foi citando, dividindo conosco essa sua felicidade!
    Lendo como você escreveu parece que eu estive laá também, até me pareceu uma carta, sabe aquelas que nos encatam muitoo? Que nos trazem sentimentos fortes e deliciosos? E que fazem agente penetrar na história com corpo e alma, viver tudo oq está descrito? Então… Fui vivendo junto esses gostosos momentos e emoções , curti TUDO: A neve; Paris; Roma; Sorrisos; Olhares; Vistas; Belos Quadros; Pessoas e Línguas; Café as 16:h; Falar em três línguas,Subir aquela escada imensa! bicicletas, imaginar o estilo das pessoas, como elas se vestem e TUDOOOO O QUE ESTÁ ESCRITO! AMEI (DE VERDADE!)vivenciar um pouco desse seu momento e o principal foi que você gostou e realizou um dos seus sonhos e que você não os abandonou!

    Por algum tempo eu sai desse ” meu mundinho limitado”(Por enquanto-limitado), pois tudo o que você nos contou pelo post eu incorporei com a alma, deliciei os momentos e curti como se estivesse ido tbm risos!!

    E você flor me proporcionou mais um pouco de alegria!! Me fez cativivar ainda mais nos sonhos que eu sempre quis e quero realizar viu?!!

    MARAVILHOSO TUDO ISSO!! 🙂

    Beijãoo LeH *–*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s