67/365 Chá das cinco 

Mesmo num país tropical, em pleno verão, o hábito do chá no final da tarde, olhando pro jardim e trocando dois dedos de prosa é diario, ou quase. E olhando pela janela, tudo parece também ter hora marcada: conversa, o beija-flor que vem namorar as amarelas flores do camarão, chá, a vizinha xarope que passa pra casa da mãe, conversa, os cachorros se alvoroçando com uma mosca que passa na rua, chá, piscar de olhos mais demorado, conversa, bebê da casa da frente chorando ou o priminho tocando o terror nos adultos, chá, vizinho septuagenário que passa serelepe com o cabelo recém-tingido é um largo sorriso no rosto (apaixonado e feliz com as novas bodas que se aproximam, uma beleza de se ver!), conversa. Fim do tea time! E, quando uma rotina dessas é incorporada e apreciada como elemento de convívio familiar, torna-se um grato momento. ☕️

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s