134/365 Dia blehhhh…

O dia começou muito blehhhhh hoje. Afinal, eu precisa me concentrar para resolver um dilema que me pegou de surpresa. Só que hoje é também Dia das Mães e, mesmo com toda bobagem da data comercial, foi um bom motivo para irmos almoçar fora. Lógico que, como eu deixei para a última hora, não havia conseguido reserva para o lugar que eu queria ir, ainda assim fomos com a cara e a coragem: restaurante do Museu da Casa Brasileira.

O lugar é agradável mesmo, é o antigo solar do ex-prefeito Fábio da Silva Prado (construído nos anos 40), o que eu vi do museu não me animou muito (quando é que por aqui as pessoas darão importância pra museu e farão algo decente?), ainda assim é considerado um museu de referência em arte e design. Creio que a sacada em abrir um restaurante brasileiro certamente é o que salva o movimento do lugar.

Comida boa, decoração simpática, mas o dia era mesmo de graves silêncios, intermitentes conversas superficiais, esporádicas alfinetadas e clima geral morno. Ainda assim, sair de casa (mesmo que bem tarde para um almoço) foi essencial para melhorar um pouco o sufoco interior. Agora, passou longe o clima de comemoração que a data “exigia”.

Marginal livre, Dino Giz garboso e macio, palacete, jardins e comida boa conseguem operar pequenos milagres capazes de me fazer acreditar que o domingo valeu a pena.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s