330/365 Peteca, sapeca, perereca…

peteca-soft-pequita_5010537_622838O que essas palavras têm em comum? Sim, claro, são todas palavras do Tupi (tupinambá pra ser mais específica).

Kurupira xe r-obá o-î-petek.

(O Curupira meu rosto esbofeteou)

Lógico que eu não me lembrava da lição 10 do livro “Método moderno de Tupi antigo” (vamos dizer que nunca houve uma empatia entre mim e essa língua, apesar de gostar demais dos aspectos culturais), mas retomei a lição por conta da minha pesquisa sobre a origem da palavra peteca, assim como a origem da brincadeira.

Petek – esbofetear, bater com a mão espalmada

Nem preciso dizer que isso se deu pelo fato de eu ter comprado uma peteca e ter me divertido horrores por não conseguir ter coordenação motora suficiente para fazer uma sequência de palmadas, sem que a peteca caísse ao chão. ;P

Eu tirei o carro da garagem, para abrir espaço e, por alguns minutos, brinquei como se não houvesse amanhã, como se eu não fosse adulta, como se ninguém estivesse passando na rua… Delícia de sensação! E, devo dizer que, com algum pouco mais de treino, já posso até tentar jogar de verdade! Pois é, Minas Gerais é o grande entusiasta dessa modalidade esportiva (oi?) e eu me diverti vendo uma final de peteca.

Não vejo a hora de jogar peteca num parque ou ir até a Paulista no domingo pra fazer isso (promessa é dívida!). Eu me senti livre, além de me divertir muito. Agora, treino cada dia um pouco dentro de casa mesmo. Gratidão por conseguir ser criança!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s