331/365 Trabalho, chá e bolo de laranja

No trabalho, algumas constatações fazem toda a diferença:

  1. Trabalhar sem se deixar sugar, porque a mente está naquilo que importa, é o que importa.
  2. Puxa-saco parece sempre ser ofício de quem que quer encobrir sua real capacidade de trabalho. (desculpe, mas tenho asco desse tipo de gente)

Aprendi dias atrás que esperar alguém que chega de longe ou de uma experiência importante é essencial. Então, não fui para a yoga e esperei minha mãe com um chá quente de erva cidreira da horta e um bolo de laranja (oi? comprei!) para ouvir como foi a experiência da relativa autonomia. E senti gratidão pelas descobertas de hoje.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s